Os Drones e a vigilância pelo meio ambiente

Há alguns anos os drones eram considerados apenas um instrumento para missões militares, mas atualmente eles têm se revelado verdadeiros aliados nos esforços de conservação do meio ambiente.
Em pesquisa a Universidade Monash, no Canadá, verificou que os drones são muito melhores para os estudos ecológicos do que o método tradicional de patrulha por terra.

Os dornes são capazes de monitorar áreas fora do alcance dos seres humanos e têm uma visão absolutamente mais ampla do habitat dos animais ou das áreas de preservação, o que os tornam mais eficazes no envio de informações. O estudo comprova também que, quando utilizados por cientistas, drones podem ser uma ferramenta importante para estudos ecológicos e planejamento de conservação.

Nos últimos anos a tecnologia passou a ser mais utilizada no campo da conservação do meio ambiente, e os seus impactos no terreno têm sido fundamentais e de longo alcance. O uso desses equipamentos tem auxiliado iniciativas para proteção de espécies ameaçadas de extinção, como os orangotangos e rinocerontes, acompanhando as atividades madeireiras e desmatamentos ilegais, e até mesmo o degelo no Ártico.

Um dos atributos mais interessantes do uso de drones na conservação ambiental é a possibilidade de se montar um mosaico das áreas prioritárias, o que permite aos pesquisadores monitorar mudanças no uso do solo, novos focos de desmatamento e plantações ou até mesmo princípios de incêndio.