Lixo Zero

Anualmente nos Estados Unidos, são usados 17 milhões de barris de petróleo para a produção de bilhões de garrafas PET, menos de 30% dessa produção, são reciclados. Há duas possibilidades para o descarte das garrafas que não são recicladas, elas podem terminar nos lixões, ou prejudicando ecossistemas aquáticos e a vida marinha, sendo responsáveis por colocar em risco a vida de animais. Com a intensão de erradicar essa problemática, a cidade de São Francisco, na Califórnia proibiu a venda de garrafas plásticas de menos de 600ml nos estabelecimentos comerciais. A meta é que gradativamente as garrafas sejam extintas na localidade.

A regra está em vigência desde 2014 e penaliza quem a desrespeitar em até US$ 1000. “Nós todos estamos a par das mudanças de clima e a importância de combater isso e São Francisco tem liderado o caminho da luta pelo meio ambiente. É por isso que eu peço que vocês apoiem essa iniciativa de reduzir e desencorajar o uso único e a porção única de garrafas d’água em São Francisco”, declarou David Chiu, autor da lei, ao jornal SF Gate.

Com a meta de atingir o lixo zero até 2020, a cidade também baniu o uso de sacolas plásticas, e embalagens de isopor. Com a proibição do comércio de garrafas PET, a cidade pretende investir em bicas e bebedouros, para encher as garrafas reutilizáveis da população, e mante-la hidratada, essa prática já é muito comum na Europa.

pet2

pet3