Geração de Energia

São basicamente duas as rotas tecnológicas empregadas para alcançar o aproveitamento energético do lixo: a queima direta dos resíduos (waste-to-energy) ou a queima do biogás produzido a partir da decomposição da matéria orgânica do lixo. Existem hoje no mundo aproximadamente 1,5 mil usinas térmicas que queimam o lixo para gerar energia ou calor. A tecnologia é cara. A vantagem é a transformação do lixo queimado a aproximadamente 12% de seu tamanho original em cinzas. No Brasil, a exploração energética do lixo tem sido possível a partir da queima do gás do lixo, também chamado de biogás. A simples queima do metano, sem nenhum aproveitamento energético, já assegura um benefício ambiental por transformar CH4 (metano) em CO2 (dióxido de carbono).
Na lógica do empreendedor, o retorno do capital investido se dá por duas vias: a emissão de créditos de carbono (quando uma certificadora da ONU mede a quantidade de metano queimado e converte esse número em papel com valor de mercado para os países ricos signatários do Protocolo de Kyoto que assumiram o compromisso de reduzirem suas emissões) e a venda de energia elétrica.

Num país que gera 198 000 toneladas de lixo por dia, dá pra imaginar o que isso significa em termos de energia?

Sabe onde sua empresa vai estar para realizar esses negócios? RECICLA NORDESTE 2015